É com imenso prazer que estamos aqui, em mais uma segunda-feira, para darmos as dicas mais bacanas sobre o nosso português. Afinal, somos o que falamos, não é mesmo?
Só o “Cuidado com a Língua” oferece a você, todas as segundas-feiras, a oportunidade de se especializar em nossa língua, preparar-se para o futuro e se expressar melhor.
Hoje, segunda de carnaval, não poderíamos deixar de contribuir com a sua folia. Afinal, nos palcos e avenidas da vida o chaveco, o bom português e o galanteio foram sempre as melhores opções para os amores de carnaval.
Então, vamos à dica bakana de hoje, porque aprender nunca é demais; ainda mais para mim. Ou será, para eu?
É… quem nunca se questionou quanto ao uso dos pronomes eu e mim? Eles sempre são alvos de confusão em nossas falas. É sempre um problema saber se é para mim ou para eu. Mas hoje, essa dúvida irá acabar. Prestem bastante atenção e nunca mais cometa o equívoco de confundi-los, pois o eu e o mim exercem funções diferentes na nossa língua.
Morfologicamente, esses dois termos pertencem à família dos pronomes, sendo que o EU é um pronome pessoal do caso reto e o MIM é pessoal do caso oblíquo. E é por conta dessa divisão que os dois não podem ocupar mesmo lugar na frase. Logo, é para eu fazer e não para mim fazer… até porque mim não ser índio para falar assim…
Parece complexo, não é mesmo?
Mas veja que não. Lembram da música da banda Malta “Diz pra mim”? Pois então… Deu para perceber onde o MIM foi usado na canção? No final da frase! E é dessa maneira que ele tem que aparecer em nossas construções, sempre o final das frases. Já o eu, utilize sempre no começo das frases, ocupando sempre a função de sujeito do verbo. E isso eles vão ser para a vida toda. Eu – sujeito do meu verbo e MIM – Complemento/objeto do meu verbo. Não é fácil?
E para ficar mais fácil ainda aprenda este macete que só o Cuidado com a Língua oferece a você.
Antes do verbo usa-se o EU. Depois do verbo, usa-se o MIM.
Vamos praticar?
Este livro é para mim?
Olhei na loja para eu adquirir o livro.
Conte uma história para mim.
Esta história é para eu contar?
Depois de hoje, não há mais como errar. O eu aparece no começo e o mim no final. E o português, aqui na 96fm, continua simples assim. Descomplicando tudo o que é dúvida para você. Por isso, não deixe de participar. Envie sua dúvida para mim, que eu terei o maior prazer em responder.
As dicas da equipe bakana são as melhores para você aprender.
Toda segunda-feira, dentro do mix 96, o Cuidado com a Língua comigo, Fernanda Araújo.

Deixe uma resposta