Anúncio

o-inicio-do-desmatamento-ate-chegar-aos-dias-atuais-4

A presidente Dilma Rousseff (PT) teria reduzido durante seu primeiro mandato cerca de 72% da verba para o combate ao desmatamento na região da Amazônia. De acordo com um levantamento obtido pelo jornal Folha de S. Paulo, o governo reduziu para R$ 1,78 bilhão os gastos com a prevenção do território amazônico, que no ano anterior era de R$ 6,36 bilhões. O relatório elaborado pelo portal Infoamazônia, sob a coordenação do jornalista Gustavo Faleiros, deve ser apresentado nesta terça-feira (31) e aborda os anos de 2007 a 2014. Foram reunidos os dados sobre gastos relacionados ao Plano de Ação para Prevenção e Controle do Desmatamento na Amazônia Legal (PPCDAm), através do sistema de informações sobre orçamento público do Senado. O levantamento ainda aponta que as ações de fomento, como o apoio ao extrativismo e ao manejo sustentável de florestas para extrair madeira, foram as que mais sofreram com o corte de verbas. Segundo os pesquisadores, em 2008, o governo Lula gastou R$ 1,9 bilhão ações de fomento. Em 2014, os recursos destinados pelo governo Dilma despencou para R$ 17 milhões.

Anúncio

Deixe uma resposta