tcm-ambulancia-livramento-de-nossa-senhora-23Denunciado por ter gasto R$ 45 mil só em abastecimento de duas motos em um ano, o prefeito de Livramento de Nossa Senhora, no sudoeste, negou as acusações. De acordo com o vereador Aparecido Lima da Silva (PSD), o Cidão, a gestão de Paulo César Cardoso de Azevedo (PRP) desembolsou mais da metade da despesa com combustível em 2014 (R$ 83.546) com as duas motos. A frota da cidade conta 65 veículos. No entanto, a gestão de Paulo Azevedo diz que as tais motocicletas, na verdade, são duas ambulâncias. Fotos enviadas pela prefeitura apontam que a primeira, uma Honda Biz – com placa NZU 4301 – é uma ambulância de placa NZV 4301. A segunda Honda Biz, de placa JSO 0854, também seria mais um carro da saúde local, neste caso de placa JPZ 0854.

ambulancia-livramento-de-nossa-senhora-23
O prefeito acredita que pode ter havido alteração dos dados sobre combustível no Sistema Integrado de Gestão e Auditoria (Siga) do Tribunal de Contas dos Municípios (TCM).  “Nesse casso duas letras foram trocadas no sistema. Os dados no Siga já foram alterados e agora constam como duas ambulâncias. Iremos abrir um procedimento para que o TCM investigue o que realmente aconteceu com esses dados, se foi alterado, quando foi alterado e por quem foi alterado”, disse o prefeito. Ao Bahia Notícias, o TCM informou que há possibilidade de as informações serem alteradas. Porém, quem tem poder para isso são funcionários ligados à administração indicados pelo prefeito. Segundo o órgão, toda gestão, quando inicia o mandato, informa quais servidores serão responsáveis para municiar os dados da administração. Os vereadores, por sua vez, se limitam a acompanhar os gastos.

Anúncio

Deixe uma resposta