Anúncio

destaque-238554-100313-a8-cgu-ong-divulgacaoA Controladoria-Geral da União (CGU), órgão responsável pelo combate à corrupção no governo federal, determinou a abertura de processo administrativo contra mais cinco empresas investigadas na operação lava-jato da polícia federal. O ato foi publicado através de portaria no Diário Oficial da União. Já são 29 empresas investigadas por supostamente participarem do esquema de corrupção na Petrobrás pelo CGU.

As novas empresas alvo de investigação da Controladoria são as empreiteiras Techint Engenharia e Construções Ltda, NM Engenharia e Construções Ltda, Construcap CCPS Engenharia e Comércio S/A, Niplan Engenharia S/A e Jaraguá Equipamentos Industriais Ltda. Essas empresas serão notificadas pela CGU.

Em nota oficial o órgão afirmou que caso sejam apuradas irregularidades, as empresas serão impedidas de celebrar nossos contratos com a administração pública, além de outras penalidades previstas na legislação.

As empresas divulgaram notas negando participação nos esquema, lamentando o fato e ainda se colocando à disposição para ajudar nas investigações.

As outras 24 empresas investigadas são: Camargo Corrêa, Engevix, Galvão Engenharia, Iesa, Mendes Junior, OAS, Queiroz Galvão, UTC-Constran, Odebrecht, Andrade Gutierrez, Alumni Engenharia, GDK, Promon Engenharia, Fidens Engenharia, Sanko Sider, Odebrecht Óleo e Gás, Odebrecht Ambiental, SOG Óleo e Gás, Tome Engenharia S/A, Egesa Engenharia S/A, Carioca Christian Nielsen S/A, Skanska Brasil Ltda, Eit Empresa Industrial Técnica S/A, MPE Montagens e Projetos Especiais S/A.

Anúncio

Deixe uma resposta