Anúncio

8041-3

Além do reajuste de 18% da verba de gabinete, aprovado na última terça-feira (31), a Assembleia Legislativa da Bahia (AL-BA) aumentou também a verba indenizatória em 7,5%. A medida foi publicada no Diário Oficial do Estado (DOE) desta quinta (2). Segundo informações do jornal A Tarde, a quantia, que é destinada para ressarcimento de despesas dos deputados com gastos feitos no exercício do mandato, passa de R$ 35,9 mil para R$ 38,6 mil, o que representa um impacto de R$ 2,04 milhões nos custos da Casa. O montante se soma aos R$ 11 milhões a mais gerados pela verba de gabinete, cujo aumento só está garantido até agosto deste ano. A apreciação do reajuste foi feita de forma discreta, mas o presidente da AL-BA, Marcelo Nilo (PDT), negou que tenha trabalhado para ocultar a tramitação. “A quem me perguntou, eu disse. É que a verba de gabinete sobe a quatro anos e a indenizatória, todo ano”, disse Nilo, em entrevista ao A Tarde. A deputada Luiza Maia (PT), que foi a única a votar contra o aumento da verba de gabinete e foi acusada por Nilo de ser “a deputada mais fisiológica da Bahia”, também não notou a aprovação conjunta. “Foi um truque ou eu não observei quando o parecer foi lido. Mas a conversa lá era da verba do gabinete”, disse.

Anúncio

Deixe uma resposta