xIMAGEM_NOTICIA_5.jpg.pagespeed.ic.zQ-N6XWHXV

Uma espécie de tropa de prefeitos da Bahia está em Brasília nesta terça-feira (14) para fazer pressão sobre a bancada de congressistas do estado. Na pauta, reivindicações sobre a reforma política, como o fim da reeleição; aprovação de propostas de transferência de recursos de saúde e educação, e preparativos para a 18ª Marcha a Brasília em Defesa dos Municípios. De acordo com a União dos Municípios da Bahia (UPB), além dos 17 membros da entidade, são esperados no Distrito Federal todos os presidentes dos 33 consórcios e associações do estado, o que dá 182 prefeitos. A UPB defende prorrogação de mandato para seis anos, unificação do calendário político com a coincidência de eleições para todos os cargos, limite no financiamento de campanha (não há deliberação sobre o fim do financiamento privado) e voto obrigatório – a justificativa é que quem tem mais dinheiro pode se beneficiar. Ainda sobre a proposta de fim da reeleição, dos 417 prefeitos do estado, 299 se reelegeram em 2012, e 118 são gestores reeleitos que não podem mais se candidatar nas eleições de 2016. Nesta segunda-feira (13), uma reunião na sede da UPB discutiu os temas com a participação dos deputados federais Moema Gramacho (PT) e Elmar Nascimento (DEM).

Anúncio

Deixe uma resposta