Boa tarde, amigo ouvinte.

Estou aqui, em mais uma segunda-feira, para trazer a vocês as dicas mais Bakanas sobre a nossa Língua Portuguesa.

Desde que o homem começou a organizar o pensamento por meio de registros, a escrita foi se desenvolvendo e ganhando extrema relevância nas relações sociais, na difusão de ideias e informações. Por isso, aprender o bom português é uma necessidade de todos nós.

Então, vamos à dica Bakana de hoje, pois aprender nunca é demais.

Pois bem… São muitas as palavras que aprontam com nossa mente na hora de utilizarmos. Ficamos sempre na dúvida se escreve junto ou separado. Por isso, o programa de hoje traz para vocês uma explicação bem breve e simples sobre os termos senão e se não. Perceberam a diferença? Pois é… Acho que é meio complicado perceber apenas quando falamos, mas na escrita existem duas formas corretas: SENÃO (junto) e SE NÃO (separado). Então, atente-se para a dica de hoje e saiba quando utilizá-los de forma correta.

Qual é a forma correta: “se não” ou “senão”? Como já disse, as duas hipóteses existem na Língua Portuguesa e estão corretas. É uma palavra complexa, com uma pluralidade de classes gramaticais e significados.

Para explicar isso, vamos observar um trecho da canção “Nos Lençóis desse Reggae”, de Zélia Duncan:

 “Não me negue, só me reggae

só me esfregue quando eu pedir

senão pode ferir o dia todo cinza que eu trouxe pra nós dois…”

 Esse “senão” que Zélia usou na letra deve ser escrito numa palavra só, ou seja, deve vir junto. Nesse caso, ele passa a significar “do contrário” ou “caso contrário”.

Exemplo:

Faça isso, senão haverá problemas.

Faça isso, do contrário haverá problemas.

Faça isso, caso contrário haverá problemas.

 Já a combinação das palavras “se” e “não”, escrita separadamente, conjunção SE + advérbio NÃO, tem outro significado. “Se” é uma conjunção condicional e pode ser substituída por “caso não”, “se por acaso não”.

Exemplo:

Se não chover, irei à sua casa.

Caso não chova, irei à sua casa.

Observe agora o que canta Gustavo Lima, na música “Se não quer me amar”

“Se não quer me amar, então pode ir embora

Um novo amor vai chegar

Já ta passando da hora eu vou me recuperar,

E você pode ter certeza nunca vai, me ver chorar.”

Nesse caso, a dica é simples: substitua mentalmente o “se não” por “caso não”. Se for o sentido desejado, escreva “se” e “não” separadamente.

Para fixar…

Utilize SENÃO (junto) quando puder substituir por “Caso contrário”.

Use SE NÃO (separado) quando puder substituir por “caso não”.

Viram como o “Cuidado com a língua” traz dicas simples e fáceis para descomplicar o seu Português? Seja tudo a ver com a nossa Língua e não deixe de mandar sua dúvida para nós. Eu, o Mix 96 e a 96 fm teremos o prazer em responder à sua dúvida. Afinal, as dicas da equipe Bakana e do Cuidado com a Língua têm tudo a ver com você.

Toda segunda-feira, aqui na 96fm, comigo – Fernanda Araújo.

 

Deixe uma resposta