Carteira de Trabalho -  Foto de Frederico Haikal

O desemprego da Bahia nos três primeiros meses de 2015 chegou a 11,3%, mantendo o posto de segundo maior do Brasil. A taxa fica abaixo apenas do Rio Grande do Norte (11,5%) e é a maior do estado desde o primeiro trimestre de 2013, quando estava em 11,5%. Os dados foram divulgados nesta quinta-feira (7) pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). A média nacional de desocupação ficou em 7,9% e também é a maior desde os primeiros três meses de 2013, quando chegou a 8%. A menor porcentagem do país está em Santa Catarina, com 3,9%. Na Bahia, o rendimento médio do trabalhador no primeiro trimestre do ano ficou em R$ 1.240, também abaixo da média nacional de R$ 1.840. O IBGE também apontou uma diferença significativa no desemprego considerando o gênero. Para as mulheres, a taxa ficou em 9,6%, contra 6,6% dos homens. Já faixa etária de 18 a 24 apresentou um índice de desocupação de 17,6%, acima do dobro da média total de 7,9%.

Anúncio

Deixe uma resposta