Anúncio

mestradoAcontece hoje (11), a aula inaugural do Mestrado Profissional em Produção Vegetal no Semiárido no Instituto Federal Baiano – Campus Guanambi.

No evento, além dos discursos oficiais, a participação de palestrantes para discorrerem sobre os temas Mestrado Profissional e suas especificidades (Silvana Lima/UFRB – Universidade Federal do Recôncavo da Bahia); Mestrado Profissional na Rede Federal de Educação Profissional, Científica e Tecnológica (Luciano Toledo/Setec – Secretaria de Educação Profissional e Tecnológica); os Desafios e as Potencialidades da Produção Vegetal no Semiárido (Salomão Medeiros/INSA – Instituto Nacional do Semiárido).

Para o coordenador-geral de pós-graduação, Gessionei Santana, esse momento é de muita ansiedade. “Uma expectativa que se criou ao longo dos anos de Instituto Federal Baiano de um dia se inserir no rol de instituições que ofertava pós-graduação em nível stricto sensu”, afirma Santana. “É uma conquista de todos nós do IF Baiano”, destaca o coordenador.

Esta primeira turma é composta por dez estudantes: nove de Agronomia (engenheiros agrônomos) e um, de Biologia. Segundo Gessionei, a partir das vivências profissionais dos estudantes que atuam no mundo do trabalho e dos recém-egressos da graduação em Agronomia do Campus Guanambi, o Instituto espera que os discentes tragam seus problemas e os gargalos na produção vegetal e, com a contribuição do Instituto, os problemas possam ser sanados. “O fato de ter um curso stricto sensu já vai demandar por lei uma potencialização de pesquisas, ações, trabalhos investigativos no campo do método científico que, por conseguinte, venha a corroborar com as ações em termos de pesquisa”, finaliza.

Anúncio

Deixe uma resposta