Anúncio

O secretário da Casa Civil, Bruno Dauster, afirmou durante audiência pública na Comissão Especial da Ferrovia de Integração Oeste-leste (Fiol) e Porto Sul, desta quarta-feira (13), que as obras continuarão sendo executadas. “Temos certeza que as obras da Fiol serão concluídas em 2017 e as do Porto Sul em 2019″ afirmou.

A Comissão Especial da Assembléia Legislativa da Bahia que acompanha o andamento das obras é presidida pela Deputada Ivana Bastos (PSD).

Na ocasião, o secretário apresentou detalhadamente as fases das obras da Fiol, considerando a data prevista do final de 2017 para a sua conclusão. Foi informado também que os atrasos nos pagamentos dos funcionários da Valec, estatal responsável pela execução das obras, foram regularizados até o mês de março, faltando verificar os resultados das atividades do mês de abril para a realização dos pagamentos. O que segundo Dauster, mantem a construção como prioridade nas obras do governo Federal.

Em relação a mudança no traçado da ferrovia, fazendo a conexão final com a ferrovia Norte-Sul em Campinorte, no estado de Goiás, ao invés de Figueropólis, no Tocantins, o gestor destacou a necessidade da modificação para aumentar a atração econômica e transformar o Nordeste num dos maiores polos de exportação do país, viabilizando ainda mais o Porto Sul.

Ao tratar do Porto Sul, Brundo Dauster afirmou que as obras serão iniciadas ainda este ano, com previsão de conclusão em 2019, mas trabalhando para findá-las em 2018. Um dos principais entraves apontados foi a liberação da licença de instalação, ocorrida somente em dezembro de 2014. Já a licença de supressão vegetal está prevista para ser liberada dentro de 60 dias.

Entretanto, o secretário salientou que o estado encomendou um estudo para uma nova tecnologia de quebra-mar, produzido com caixões pré-moldados, já utilizado por diversos países, o que reduzirá pela metade o tempo de implantação e o custo da obra de R$ 3 bi para R$ 1,4 bi. Ainda esclarecendo questionamentos dos presentes, Dauster afirmou que a Bahia Mineração continuá responsável pelas obras do porto, e que a empresa segue comprometida em cumprir as cláusulas do contrato.

A deputada Ivana Bastos avaliou como positiva a audiência pública com o secretário e disse que os questionamentos e respostas apresentadas foram esclarecedoras e de grande importância para os trabalhos da comissão.

Assessoria Ivana Bastos

Anúncio

Deixe uma resposta