Anúncio

380x592xpaint_2.jpg.pagespeed.ic.MmWm5e7J_rO contrato da Prefeitura de Porto Seguro com a banda Aviões do Forró, publicado em abril no Diário Oficial do Municípios, mostra que o valor pago pelo município (R$ 300 mil) representa uma diferença de R$ 100 mil da quantia paga pela Bahiatursa (R$ 200 mil) – ou seja, houve sobrepreço de 50% no contrato com a cidade da Costa do Descobrimento. A banda se apresentou em Porto Seguro na terça-feira (23), no evento São João Elétrico. Segundo sites de Feira de Santana, o cachê recebido pela banda Aviões do Forró, em show realizado na cidade, na mesma noite da terça-feira (23), foi próximo ao pago pela Bahiatursa, próximo de R$ 200 mil. Além da questão do valor contratual, há também um caso envolvendo o cantor sertanejo Michel Teló, que foi contratado pela Prefeitura de Porto Seguro por R$ 200 mil, para apresentação no mesmo evento (São João Elétrico), sendo que depois o artista foi anunciado como atração de outra festa no município, dessa vez privada, promovida pelo Axé Moi – empresa da família do secretário municipal de turismo, Beto Axé Moi –, como denunciou o site Bahia 40 Graus. A produção do Bahia Notícias tentou entrar em contato com a prefeita de Porto Seguro, Cláudia Oliveira, e com a Secretaria de Turismo, mas não obteve resposta.

Bahia Notícias

Anúncio

Deixe uma resposta