Anúncio

Redação 96FM

Em assembléia realizada na manhã desta sexta (10) os servidores do Instituto Federal Baiano Campus Guanambi decidiram pela adesão à greve nacional da categoria a partir da próxima semana (72 horas após o comunicado a instituição). Foram 67 votos favoráveis, 33 contrários e 05 abstenções. Uma outra assembléia havia sido realizada na última terça (07), mas os servidores decidiram esperar pelo parecer da Direção Nacional do Sindicato dos Servidores da Educação Básica e Profissional (SINASEFE) sobre a reunião realizada no mesmo dia com o Ministério da Educação. Como a proposta apresentada não foi considerada satisfatória, os servidores optaram pela greve.
A assembléia teve a participação de representantes dos alunos que em sua maioria se posicionaram contra o movimento. Devido às sucessivas greves que ocorreram nos últimos anos o calendário acadêmico se encontra com atraso de pelo menos 5 meses. Os alunos se aglomeraram do lado de fora do auditório para protestar contra a greve.

  

Veja a carta aberta à comunidade escolar com a pauta de reivindicações

Anúncio

3 comentários

  1. […] Vários Institutos Federais estão em greve, ao todo 253 campi ou reitorias aderiram ao movimento em 25 estados da federação. Universidades também estão paradas em todo Brasil. No IF Baiano além do Campus Guanambi, as aulas estão suspensas em Bom Jesus da Lapa, Senhor do Bonfim, Valença e Governador Mangabeira.  Os servidores da reitoria também pararam as atividades. Esse quadro gera indefinição sobre o começo  das aulas para os egressos em 2016 nesses Campi, uma vez que os calendários escolares estão atrasados. O Campus Guanambi está em greve desde meados de Julho. […]

Deixe uma resposta