Redação 96FM

A  Ferrovia de Integração Oeste-Leste (Fiol), principal obra federal de infraestrutura em curso na Bahia, não entrou no PIL 2, ou seja, não foi considerada prioritária pelo governo federal, que preferiu aplicar um grande volume de recursos na Ferrovia Norte Sul (entre Pará e Rio Grande do Sul). O anuncio foi feito pelo ministro dos Transportes, Antônio Carlos Rodrigues na última sexta-feia (10) em um evento em Salvador com a participação da Federação da Indústria da Bahia (Fieb), a Federação da Agricultura (Faeb) e a Federação do Comércio (Fecomércio). A falado Ministro desagradou o público presente, formado em sua maioria por empresários.

Foram destinados apenas R$ 190 milhões até agosto para que a obra não fosse paralisada, recursos que serão usados para completar o que foi iniciado e preservar os trechos concluídos. Se em setembro a arrecadação de impostos aumentar, o ministério vai aportar mais recursos na Fiol e espera voltar ao ritmo normal da obra em 2016.

A comissão de acompanhamento  das obras da Fiol e do Porto Sul estará em Brasília nesta terça-feira (14) para uma série de audiências para cobrar a continuidade da obra. A comissão é presidida pela deputada Ivana Bastos (PSD), senadores, deputados federais, prefeitos e secretários de estado compõem a caravana à Capital.

A primeira audiência será no IBAMA para debater e levantar informações sobre os andamentos e pendências para liberação das licenças ambientais para a instalação do Porto Sul em Ilhéus. No Tribunal de Contas da União (TCU) o assunto será sobre possíveis pendências na execução das obras.  Por último a caravana participará de uma audiência conjunta com o ministro dos Transportes, Antônio Carlos Rodrigues, e com o presidente da VALEC, Bento José de Lima, na sede do Ministério dos Transportes. Serão discutidos os assuntos financeiros e gerais relativos ao andamento e continuidade  das obras da Fiol na Bahia.

Em Guanambi, a PAVOTEC – Pavimentação e Terraplenagem Ltda, empresa terceirizada pela VALEC para execução das obras do LOTE 5 da Fiol vem enfrentando dificuldades. No mês passado ela teve algumas de suas máquinas apreendidas pela justiça por problemas com instituições financeiras. Na semana passada, funcionários e ex-funcionários da empresa bloquearam a BR-030 por mais de seis horas em protesto conta atraso de salários.

Veja o mapa ampliado do projeto

Ferrovia Oeste-Leste - 10 lotes

Anúncio

Deixe uma resposta