size_810_16_9_camara-congresso

O Palácio do Planalto autorizou a liberação, até dezembro deste ano, de R$ 4,9 bilhões, correspondentes a restos a pagar de emendas parlamentares de 2014 e anos anteriores. Segundo informações do jornal Folha de S. Paulo, a primeira parte do montante, de R$ 700 milhões, foi liberada na semana passada e o restante deverá ser pago até outubro, conforme anunciado pelo líder do governo no Senado, Delcídio do Amaral (PT). Ainda de acordo com Folha, no Planalto a expectativa é de que o pagamento seja realizado apenas no fim do ano. A demora na liberação das emendas é um dos entraves na articulação política do governo. De acordo com Folha, o problema era relatado constantemente pelo vice-presidente Michel Temer, articulador político do governo, ao ministro da Casa Civil, Aloizio Mercadante.

Anúncio

Deixe uma resposta