Anúncio

A Bahia é a vice-líder no número de empregados comissionados e temporários, apontou o “Perfil dos Estados e dos Municípios Brasileiros 2014”, divulgado nesta quarta-feira (26) pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). Somente no Estado e nos municípios da região metropolitana de Salvador, são 52.374 cargos comissionados e 131.812 servidores “sem vínculo permanente” – como contratados via Regime Especial de Direito Administrativo (Reda) e Prestação de Serviço Temporário (PST). Os líderes dos dois quesitos, de acordo com a pesquisa, são o estado de São Paulo, com 55.788 comissionados, e Minas Gerais, com 179.786 temporários. Segundo o A Tarde, o Ministério Público do Estado já possui diversas ações que buscam a substituição de empregados temporários por contratados por meio de concurso público. “Um dos casos que considero mais graves é o da Assembleia Legislativa que possui 600 Redas. Nós entramos com uma ação em novembro do ano passado inclusive porque o Legislativo promoveu concurso público para contratação de 90 servidores e só chamou dez até o momento”, disse a promotora Rita Tourinho, do Grupo de Atuação Especial de Defesa do Patrimônio Público e da Moralidade Administrativa (Gepam). Segundo Tourinho, há ainda outra tipo de servidor não concursado, que não foi considerado pelo levantamento do IBGE: a contratação de empresa terceirizada para fornecimento de mão de obra. “Pior é que essa despesa não é considerada como de pessoal”, concluiu.

Bahia Notícias

Anúncio

Deixe uma resposta