Hoje foi anunciado pelo governador Jaques Wagner anuncio que Salvador terá horário de verão. Paisagens com sol em Ondina, Farol e Barra. Crédito: Andréa Farias
Anúncio

A Bahia novamente não vai aderir ao horário de verão, segundo confirmou nesta sexta-feira (4) o governo estadual. A última vez que o estado aderiu à mudança no horário foi em 2011, depois de oito anos sem participar. Mesmo com apelo de setores da indústria e hoteleiro, o governador Rui Costa decidiu continuar mantendo o estado fora do horário.

A justificativa apresentada é a rejeição da população baiana e baixa economia de energia. Em 2012, quando o então governador Jaques Wagner anunciou que a Bahia iria aderir ao horário de verão, acabou voltando atrás e cancelando, porque uma pesquisa mostrou que 75% dos baianos são contra a mudança.

A Bahia aderiu ao horário no governo João Durval em 1985 e só deixou de participar em 2003, quando o então governador Paulo Souto (DEM) realizou uma pesquisa que revelou que 57% da população era contra adiantar o relógio.

VEJA TAMBÉM: UMIDADE RELATIVA DO AR CHEGA A 10% EM GUANAMBI NESTE SÁBADO (05)

O estado ficou de fora do horário por oito anos, mas em 2011, Wagner realizou outra pesquisa e anunciou que o estado iria voltar a aderir. A decisão provocou a ira dos sindicatos de trabalhadores, que o acusaram de não se importar com as pessoas que acordam cedo para trabalhar e teriam que enfrentar a falta de claridade nas ruas.

O horário de verão este ano começa em 18 de outubro e vai até fevereiro de 2016. O objetivo da mudança é poupar energia. A mudança nos relógios acontece nos estados do Sul, Sudeste e Centro-Oeste, com Norte e Nordeste ficando de fora.

Correio 24Horas

Anúncio