Anúncio

Tiago Marques | Redação 96FM

A Comissão de Meio Ambiente e Desenvolvimento Sustentável da Câmara dos Deputados debate nesta terça-feira (20) a contaminação de água por urânio na Região de Caetité. A Audiência Pública é um requerimento do Dep. Sarney Filho (PV/MA) e ocorrerá às 14:00 no auditório Freitas Nobre.vianorte post

O tema da audiência pública será: “Contaminação das Águas de Poços nas Proximidades da Mina de Urânio de Caetité, na Bahia”. Participam dos debates, Thomaz Toldedo, Diretor de Licenciamento Ambiental do Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis – IBAMA, Pedro Luis dos Santos Dias, Engenheiro representante das Indústrias Nucleares do Brasil – INB, Eugênio Spengler, Secretário de Meio Ambiente do Estado da Bahia e Lucas Mendonça dos Santos, dirigente da ONG Movimento Paulo Jackson. O Senado também realizará audiência para debater este mesmo tema, porém a data ainda não foi divulgada.

Sketch Post

Entre 2014 e 2015, a INB realizou duas análises da água de um poço na região de Varginha, Zona Rural de Lagoa Real e encontrou teor de urânio bem acima dos limites considerados seguros para consumo humano. O Governo do Estado realizou novas coletas e confirmou a contaminação no poço em questão.

O IBAMA autuou a INB por não ter notificado a contaminação. O órgão tomou providências assim que ficou sabendo do caso através da reportagem do Jornal O Estado de São Paulo. A INB alega que fez as análises como um favor ao proprietário do poço e que não notificou os órgãos ambientais por se tratar de região fora da  área de atuação da empresa.

Urânio e Câncer

A INB alega ainda que a mina de exploração de urânio (Sub-Bacia do Riacho das Vacas) está localizada em bacia hidrográfica diferente do poço contaminado (Sub-Bacia do Rio São Pedro). A empresa descarta a relação entre a contaminação e as atividades da empresa.

O aumento no numero de casos de câncer e a relação com a presença de urânio na região de Caetité foi tema de pesquisas científicas na área de oncologia. No fim do mês passado, o governo baiano anunciou que vai construir uma unidade de tratamento de câncer em Caetité e em entrevista ao Estadão, a diretora de atenção especializada da Secretaria de Estado de Saúde, Alcina Romero reconheceu a maior incidência de câncer na região.

Anúncio

um comentários

Deixe uma resposta