Blog do Rodrigo Ferraz

No último dia 12 de outubro uma notícia repercutiu em toda a Bahia. Um ataque de piranhas a banhistas na famosa ‘Prainha de Anagé’, distante 40 km de Vitória da Conquista, tem afugentado banhistas e turistas que curtem a famosa barragem do município.

vianorte post ataque de piranhas

No fim de semana passado, por exemplo, a queda do movimento já foi sentida por proprietários de bares e restaurantes da localidade. Segundo a Prefeitura de Anagé, através da Secretaria Municipal de Meio Ambiente, restos de comida que são deixados por banhistas podem facilitar na proliferação do peixe. Uma campanha deverá ser intensificada nos próximos dias com o intuito de não atrair as piranhas. Mais de 20 pessoas relataram ter sido mordidas pelos animais na barragem.

Sketch Post

Segundo a bióloga Flávia Borges, as piranhas vivem no local por causa de programas de repovoamento. “Elas foram introduzidas aqui na região provavelmente por causa dos programas de repovoamento de lagoas, onde os órgão públicos trazem para repopular essas regiões. Mas como são predadores, elas causam desequilíbrio da cadeia alimentar da região”, informa a profissional, em entrevista concedida a TV Sudoeste. A especialista também explica que deve estar acontecendo uma super repopulação de piranhas e a falta de predadores. Por isso, os animais estão invadindo as áreas de banhistas em busca de alimento.

Anúncio

Deixe uma resposta