Anúncio

Por Bonny Silva

Aconteceu no distrito de Cana Brava, município de Malhada uma ação da Guarda municipal daquela localidade, considerada abusiva, arbitrária e criminosa por várias testemunhas.

vianorte post

De acordo o que foi apurado pela nossa reportagem, na noite do dia 14, Jailton Ribeiro dos Santos (Bitão) 38 anos de idade ganhou uma motocicleta em aposta de jogo de azar, muito comum naquela região. Segundo informações do delegado Nilo Ebhrain, titular da cidade de Carinhanha que responde também por Malhada, o perdedor da aposta de prenome Aparecido recorreu à Guarda municipal para reaver a moto perdida no jogo.

Os “agentes da lei” prenderam Jailton e o espancaram barbaramente para que este confessasse ter furtado o veículo. O levaram para a Delegacia onde foi feito um Termo Circunstanciado de Ocorrência (TCO) pela prática de jogo de azar, contravenção penal prevista em lei.

O crime maior na verdade, está no ato do guardas municipais que de acordo relatos da vítima e testemunhas, agrediram violentamente, com “palmatórias” e ameaças das mais diversas. Uma ocorrência policial foi registrada na Delegacia de Malhada, a vítima realizou exame de lesões corporais no Instituto Médico Legal em Guanambi.

Sketch Post

O relatório médico aponta várias lesões pelo corpo de Jailton, com escoriações, hematomas, edemas (inchaços) nas pernas, região dos olhos e queixo. Segundo o delegado, caso a vítima se manifeste, todas as medidas serão tomadas para apurar os fatos.

Em meio a este episódio reprovável, surgem outras denúncias e questionamentos quanto a atuação da guarda municipal de Malhada. Os “agentes da lei” estão sendo acusados de truculência, arbitrariedade e não tem conhecimento de lei aprovada pela Câmara criando a Guarda Municipal. Em contato com a nossa reportagem, o Secretário de Administração do município Pablo Junior, alegou desconhecer os fatos.

Anúncio

Deixe uma resposta