Tiago Marques | Redação 96FM

A barragem de Sobradinho atingiu seu menor índice histórico, o lago está com apenas 5,41% de sua capacidade. O menor nível registrado anteriormente era de 5,46% em novembro de 2001, ocasião em que o país enfrentava racionamento de energia. Esta é a maior seca dos últimos 83 anos. Entre Janeiro e Outubro choveu menos de 30% do esperado para a região de Sobradinho.
vianorte post

A barragem que foi inaugurada em 1979, tem capacidade para armazenar mais de 34 bilhões de metros cúbicos de água. Ela é responsável por gerar cerca de 15% da energia produzida no Nordeste. Com o nível chegando próximo ao volume morto, a usina que opera com apenas 20% de sua capacidade, deve parar de produzir energia se não chover nos próximos dias. O Operador Nacional do Sistema Elétrico (ONS) garante que não há risco de racionamento, pois há fontes alternativas como as eólicas e as termoelétricas.

Além da energia elétrica, as águas do grande lago do Rio São Francisco garante a irrigação na região de Sobradinho. A situação preocupa os produtores do perímetro irrigado Nilo Coelho, em Petrolina (PE) e Casa Nova (BA), a região produz uma receita de mais de R$1 bilhão por ano com a fruticultura e utiliza as águas da barragem na irrigação. O atual sistema não capta água do volume morto e a Companhia de Desenvolvimento do São Francisco (CODEVASF) trabalha na construção de um sistema de bombas flutuantes e na construção de um canal de captação. Se o sistema não ficar pronto até o lago atingir o volume morto, cerca de 2400 produtores de frutas ficarão sem água para a atividade.

Sketch Post

A situação também é preocupante para o abastecimento humano, em Remanso(BA) o leito afastou 6KM do local de capitação, aumentando o custo de bombeamento, em alguns locais, pequenos poços de água barrenta são a única solução.

Para manter o volume de água, o São Francisco teve sua vazão reduzida de 1.300 m³/s para 900 m³/s, a Agência Nacional de Águas (ANA) estuda baixar para 800 m³, o que vai acarretar mas impactos ambientais como o assoreamento do rio provocado pela erosão das margens, além do avanço da água salina em sua foz.

A baixa vazão está inviabilizando a navegação, a última empresa que operava transporte de cargas no rio São Francisco encerrou as atividades em 2014 por conta da dificuldade. Até embarcações menores precisam desviar dos bancos de areia. A pesca também está muito prejudicada, o surubim quase não é encontrado pelos pescadores .

E ainda deve demorar chover para encher o reservatório, o El Niño continua causando concentração de chuvas no Sul do país e só deve chover com intensidade para aumentar a vazão do São Francisco e encher a barragem no final de Novembro.

Informações Folha de São Paulo

VOLUME ÚTIL DE SOBRADINHO – Em outubro de cada ano, em %

Deixe uma resposta