Tiago Marques | Redação 96FM

Após a postagem do Mix96, onde um leitor denunciou que a Embasa usa caminhões de transporte de combustíveis para levar água de Guanambi à Caetité, a empresa enviou uma nota a redação do Mix 96 onde afirma que mesmo o reservatório desde caminhões passaram por um processo adequado de descontaminação antes de serem contratos para o transporte de água.

A empresa informou ainda que a água no município é submetido a rigoroso controle de qualidade nos laboratórios da empresa e os resultados atendem aos parâmetros de potabilidade estabelecidos na Portaria 2914/2011 do Ministério da Saúde, que determina os índices de cor, turbidez, cloro residual e bacteriológico.

Nota da Embasa ao site Mix 96 FM

Com relação à questão da qualidade da água em Caetité, a Embasa esclarece que o fornecimento de água no município é submetido a rigoroso controle de qualidade nos laboratórios da empresa e os resultados atendem aos parâmetros de potabilidade estabelecidos na Portaria 2914/2011 do Ministério da Saúde, que determina os índices de cor, turbidez, cloro residual e bacteriológico. Ressaltamos, ainda, ainda que a água distribuída à população também é fiscalizada pela Vigilância Sanitária do Município e pela Diretoria de Vigilância Sanitária Ambiental, que frequentemente fazem suas próprias coletas e análises, para verificação do cumprimento das exigências do MS.

A água transportada de Guanambi à Caetité, oriunda da Adutora do Algodão, recebe o primeiro tratamento na Estação de Julião (Malhada) e, em Caetité, passa por um segundo processo de tratamento e controle antes da distribuição. Quanto à utilização de caminhão no transporte da água, a Embasa informa que a contratação do serviço, ocorre somente após o tratamento adequado do reservatório do veículo.

Anúncio

Deixe uma resposta