Caetité Notícias

Com a tentativa de assalto que ocasionou a destruição de parte da agência bancária do Banco do Brasil em Caetité, a população que necessita dos serviços vem sofrendo a humilhação de encarar filas e demora no atendimento.

Na agência do Correios, que é conveniada da instituição financeira, as filas chegam a dobrar o quarteirão, gerando indignação por parte dos usuários. A agência de Caetité, não possui estrutura para receber a demanda e as pessoas ficam pelo lado de fora, tomando o forte calor que vem sendo registrado durante esses dias. São idosos, mulheres com crianças de colo, que necessitam dos serviços, enfrentam a difícil tarefa.

Nas lotéricas, onde é possível fazer algumas operações do Banco do Brasil, a situação das filas não é bastante diferente.
O mais curioso no episódio, é que a gerência do Banco do Brasil de Caetité, desde a tentativa de assalto, não emitiu nota, ou se quer deu explicações a população de qual o procedimento que será adotado e quando a agência da cidade voltará a operar. Os caixas eletrônicos da unidade funcionam em sistema de contingência, onde apenas pagamentos e transferências podem ser feitos no autoatendimento.
O comércio local, já sente os efeitos da falta do banco, pessoas que vão a cidade de Guanambi, resolver assuntos no Banco do Brasil, acabam comprando por lá, tirando divisas de Caetité.

A situação é preocupante, e o natal que já era de crise, pode fica pior ainda. Esperamos o bom senso da entidade financeira que tanto arrecada por ano e que no mínimo deve uma satisfação a população e a seus clientes.

Deixe uma resposta