Anúncio

Tiago Marques | Redação 96FM

Tirar a primeira habilitação não é fácil, muita burocracia, filas intermináveis, além de custar aproximadamente R$2.000,00 entre autoescola, clínica e uma série de taxas nas três fases do teste.

Para tentar amenizar este caro e burocrático sistema, o Detran realizou um mutirão com a presença de instrutores de outras regionais para desafogar a fila de marcação de testes práticos, a última e mais difícil etapa da esperada CNH. Em 301 avaliações nas categorias A, B, D e E, para candidatos a condutores de motos, carros, ônibus e carretas, 256 foram aprovados e 45 reprovados.

A iniciativa do Detran integra o projeto de interiorização das ações do órgão. ” Já tínhamos feito mutirões em Feira de Santana, Jequié e Alagoinhas. Aqui em Guanambi, o trabalho prosseguiu com êxito. Vamos dar continuidade a esse esforço, para atender à demanda por habilitação no interior do estado “, disse Getúlio Reis, coordenador da Controladoria Regional de Trânsito.

Anúncio

Deixe uma resposta