Após o grande volume de chuva registrado nas últimas 72 horas entre os estados do Espírito Santo e Minas Gerais, o rio Doce, em praticamente todo o seu percurso, subiu rapidamente e não conseguindo dispersar a camada de poluição deixada após o rompimento das duas barragens em Mariana, no estado mineiro, em 2015.

O rio Doce transbordou na região de Governador Valadares, também no lado mineiro e suas águas poluídas invadiram construções e propriedades rurais, desta vez não trazendo apenas mais uma enchente, como é normal na região, mas sim, a incerteza de que os locais antes não atingidos pela lama de rejeitos, não sofrerão também após o recuo das águas.

No município de Linhares, o rio extravasou inundando áreas próximas ao leito e já começando a afetar bairros mais baixos. Na zona rural, produtores que perfuraram poços para coletar a água subterrânea devido ao longo período de estiagem, viram a enchente poluidora destruiu mais uma vez o que antes era potável, e o pior, o lençol freático.

Dados meteorológicos
A estação telemétrica operada pelo Serviço Geológico do Brasil (CPRM) no município mostrou ao final da noite desta quinta-feira (21), nível de 4,23 metros do rio. O nível normal é de 1,36 metros e a cota de alerta é de 3,68 metros.

Linhares ES 21 01 16 Rodrigo Alves 3

Linhares ES 21 01 16 Rodrigo Alves 3

(Crédito das imagens: Rodrigo Alves via WhatsApp DONTM (18) 99681-1555)

(Fonte da informação: De Olho No Tempo Meteorologia)

Anúncio

Deixe uma resposta