Redação 96FM

Voluntários da Brigada Carcará [Palmeiras] conseguiram debelar as chamas que consumiam a vegetação do Gerais do Rio Preto, região que fica na trilha para o Vale do Pati, entre os municípios de Mucugê e Palmeiras, na Chapada Diamantina. Segundo informações publicadas nesta quinta-feira (9), em rede social, pela direção dos brigadistas, o incêndio foi causado de forma criminosa.

 “Encontramos um artefato que pôs início a esse novo incêndio, indicando que foi um incêndio criminoso. Encaminhamos [o artefato] para a chefia do Parque Nacional, que pediu sigilo da imagem, para não atrapalhar as investigações”, aponta nota divulgada e enviada ao Jornal da Chapada.

FOTO: Divulgação/Cid Câmara

O esquadrão de brigadistas que conseguiu dominar o fogo foi comandado por Cid Câmara. Conforme as informações, o combate às chamas começou na última terça (7), quando a Carcará recebeu um chamado de novo incêndio no Gerais do Rio Preto.

Também em nota, a direção acentua: “Imediatamente formamos um esquadrão e nos dirigimos para o local. Subimos escalando pela fenda da Serra do Esbarrancado, assim chegamos em cima da cabeça do fogo, que conseguimos pará-la em incríveis 20 minutos”

Ainda conforme dados, membros do Instituto Chico Mendes de Conservação e Biodiversidade (ICMBio), que administração o Parque Nacional da Chapada Diamantina, disponibilizaram automóvel, alimentação, equipamentos e rádio de comunicação para auxiliar no combate no Gerais do Rio Preto.

 

Anúncio

Deixe uma resposta