Anúncio

Os donos de celulares do tipo iPhone que se liguem. Se, antes, esses aparelhos costumavam ser ignorados em assaltos, devido à dificuldade em reutilizá-los, agora eles vêm sendo alvo de quadrilhas de desmanche de celulares, que compram os aparelhos  roubados nas ruas, ônibus, festas, em toda a cidade.

Somente na semana passada o Grupo Especial de Repressão a Roubos em Coletivos (Gerrc) conseguiu desarticular três dessas quadrilhas que atuavam no comércio ilegal de peças de aparelhos da Apple e também de outros celulares, com lojas nos bairros de São Caetano, Centro e Comércio.

O Departamento de Crimes Contra o Patrimônio (DCCP), ao qual o Gerrc é subordinado, investiga ainda outras cinco quadrilhas da capital envolvidas em desmanche e fraude – por tentar reativar celulares bloqueados pelas vítimas – de aparelhos.

De acordo com o delegado titular do Gerrc, José Nélis Araújo, os roubos de iPhone são uma novidade para a polícia. “Do Carnaval para cá, os números de assaltos a ônibus e transeuntes subiram e esse impacto pode estar relacionado a isso (ao desmanche de peças). Antes, a polícia não tinha preocupação com esses aparelhos porque eram rejeitados”, explica ele.

Veja a reportagem completa do Correio 24 Horas

Anúncio

Deixe uma resposta