Foto: Filipe Araújo/13.08.2013/Estadão Conteúdo

A Polícia Federal deflagrou, na manhã de hoje (27), a 42ª fase da Operação Lava Jato, com o nome de Operação Cobra. A operação leva esse nome pois “Cobra” era o codinome usado para identificar Ademir Bendine, ex-presidente do Banco do Brasil e da Petrobrás, no pagamento de propina. Bendine é o principal alvo da operação e também pessoas ligadas a ele.

Só nas primeiras horas desta quinta (27/07) foram cumpridos 11 mandados de busca e apreensão e 3 mandados de prisão temporária no Distrito Federal e nos estados de Pernambuco, Rio de Janeiro e São Paulo.

A operação Cobra tem a missão de investigar o envolvimendo de Bendine em solicitação de vantagens indevidas durante o exercício do cargo que ele possuia na Petrobrás e no Banco do Brasil para que a Odebrecht não fosse prejudicada na contratação das obras que seriam realizadas na petroleira estatal. Em troca, Ademir receberia, em dinheiro vivo, cerca de 3 milhões de reais. Por hora, o pagamento teria parado em decorrência da prisão do então presidente da Odebrecht.

Os presos serão encaminhados a Superitêndencia da Polícia Federal em Curitiba, onde permanacerão a disposição da Justiça Federal.

Resumo da Operação Cobra deflagrada hoje (27):

BRASÍLIA/DF:
2 mandados de busca e apreensão

SÃO PAULO/SP:
1 mandado de prisão temporária
4 mandados de busca e apreensão – (2 em São Paulo, 1 em Sorocaba e 1 em Conchas)

RIO DE JANEIRO/RJ:
1 mandado de busca e apreensão

PERNAMBUCO/PE:
2 mandados de prisão temporária 4 mandados de busca e apreensão – (3 em Recife e 1 em Ipojuca)

Da Redação do Blog, com informações da Polícia Federal.

Anúncio

Deixe uma resposta