Anúncio

A professora Enedina Costa de Macedo morreu no último domingo (27) em São Paulo, ela completaria 100 anos no próximo dia 24 de outubro. O sepultamento ocorreu nesta segunda-feira (28) no Cemitério São Pedro, na Vila Alpina, em São Paulo.

A professora nasceu na Fazenda Laranjo, Zona Rural de Guanambi em 1917.  Grande parte de sua vida foi dedicada à educação, tendo lecionado nas principais escolas da época. Em 1939 concluiu o magistério na Escola Normal de Caetité, em 1941 ingressou como professora municipal em Guanambi onde iniciou uma grande trajetória até se aposentar em 1970. Enedina foi professora do Grupo Escolar Getúlio Vargas e professora do primeiro Ginásio de Guanambi, atual Colégio Luís Viana Filho.

Enedina também foi uma das mulheres pioneiras na política, candidatando-se em 1962 a uma vaga na Câmara de Vereadores, no entanto ela não foi eleita e ocupou a vaga de suplente. Em 1994 ela foi homenageada em vida pela Prefeitura de Guanambi com o nome de uma grande escola.

Pelo Facebook, muitas homenagens à professora que é considerada uma das mais importantes da história da educação de Guanambi. O Colégio Luíz Viana Filho prestou homenagem à professora que fez parte da primeira equipe a lecionar no antigo Ginásio.

A prefeitura de Guanambi emitiu Nota Oficial de Pesar pelo falecimentos e divulgou na sua página oficial e em suas redes sociais.

O jornalista Gonçalo Silva Júnior lembrou que a professora Enedina foi aluno do ilustre Anísio Teixeira.

 

O radialista Zé Roberto Teixeira escreveu um texto onde ressaltou a importância da professora para o município.

 

Biografia da Professora Enedina Costa de Macedo – Por João Roberto Teixeira

Nascida em 24 de outubro de 1917, na Fazendo Laranjo, na cidade de Guanambi, filha de Alcebíades Pereira da Costa e Petronilha Petrilha Pereira, iniciou os seus estudos em Guanambi, continuando em Caetité, onde foi diplomada em Magistério pela Escola Normal, em 11 de dezembro de 1939. Em 1940, foi agente recenseadora no município de Guanambi. Em 1941, nomeada Professora Municipal, lecionou na fazenda “Volta’ e, logo mais, em Ceraíma. Após aprovada no concurso do Instituto Normal da Bahia, em janeiro de 1942, foi nomeada e designada em 31 de março de 1942 como regente da 3ª classe do Grupo Escolar Getúlio Vargas, iniciando sua função em 23 de Abril de 1942. Em 1947, foi aluna da Escola de Enfermagem Carlos Chagas, em Belo Horizonte/Minas Gerais, por oito meses.

Diretora do Grupo Escolar Getúlio Vargas por duas vezes, de abril 1949 a maio de 1951, e de março de 1952 a maio de 1955, aposentando-se com vinte e oito anos de serviço naquela escola, em 28 de julho de 1970.

1952 – Diplomou-se em Professora de datilografia pela Escola Costa Santos, em Caetité/Bahia.

Em 1954, fundou a primeira Escola de Datilografia, Santa Rita de Cássia. Neste mesmo ano foi membro integrante da equipe do primeiro ginásio de Guanambi. No Ginásio de Guanambi, hoje Colégio Estadual Governador Luiz Viana Filho, no período de 1954 a 1957, lecionou história Geral e do Brasil. Em 1957 fundou a escola primária São Lucas. Em 1959 essa escola é transformada em Ginásio e Escola Normal São Lucas, do qual foi proprietária, fundadora e diretora.

Lecionou Estudos Sociais e História de 1 e 2 Graus no Colégio Estadual Governador Luiz Viana Filho. Mais tarde, Professora de datilografia, Coordenadora do Ensino Religioso e Assistente do diretor do referido colégio, onde prestou serviços durante quinze anos, aposentando-se em 1985.

1962 – Candidata a uma vaga na Câmara de Vereadores do município de Guanambi, ficando como suplente.

1966 – Participou da Segunda Missão Pedagógica promovida pela Inspetoria de Ensino  Secundário em Caetité/Bahia, como Diretora.

1969 – Representou o Colégio São Lucas, na função de Diretora, participando da Missão pedagógica promovida pela Inspetoria Seccional de Ensino Secundário, em Bom Jesus da Lapa/Bahia.

1971 – Participou do Primeiro Encontro Nacional de Professores Licenciados do Brasil – Secção da Bahia.

1975 – Condecorada em Roma pela participação ativa da peregrinação à Europa e Terra Santa, promovida pelo grupo Família Selesiana do Brasil.

1976 –    Condecorada pelo BNH Clube de Guanambi – Honra ao Mérito, em reconhecimento aos relevantes serviços prestados à comunidade guanambiense no setor de Educação.

1992 –Menção Honrosa com Medalha Laert Ribeiro da Silva, pelos serviços prestados no Setor Educacional da comunidade.

1994 – Homenageada pela Prefeitura Municipal de Guanambi, fazendo constar seu nome em um dos colégios municipais desta cidade – Colégio Municipal Professora Enedina Costa de Macêdo. Bairro Araújo.L 001 – Diploma de Sócio Correspondente, concedido pela A.G. L – Academia Guaanambiense de Letras, pelos trabalhos prestados à cultura brasileira.

Casou-se em 27 de janeiro de 1950 com Antônio Neves de Macedo, nascendo dessa união duas filhas (gêmeas): Kátia das Graças Macedo Bonfim e Aparecida Kátia Costa Fernandes, que lhe deram netos e bisnetos.

Anúncio

Deixe uma resposta