O servidor público Noé Lima de Carvalho, 34 anos, morreu no fim da tarde desta segunda-feira (9) em Barretos, interior de São Paulo. Há quase cinco meses ele lutava contra um câncer de pulmão e recebia atendimento no Hospital do Câncer de Barretos.

O corpo de Noé será transladado para Guanambi, com previsão de chegada no início da noite desta terça-feira (10). Ele será velado em sua residência no bairro Alto Caiçara, o horário do sepultamento será divulgado posteriormente.

O Instituto Federal Baiano – Campus Guanambi declarou luto de três dias pelo falecimento do servidor, as atividades administrativas e acadêmicas serão suspensas na quanta-feira (11). Noé era servidor da instituição desde 2011.

Mobilização

Noé descobriu que estava com câncer no pulmão após exames para diagnosticar o motivo de uma tosse intensa, desde então, amigos e familiares se mobilizaram para arrecadar fundos para ajudar no tratamento. A imunoterapia requeria o uso da  vacina Nivolumabe, que custa em torno de R$ 9.857,91 cada dose. Eram necessárias duas doses a cada quinze dias, com a mobilização, Noé conseguiu comprar as primeiras doses, uma decisão judicial obrigava o Ministério da Saúde a fornecer o medicamento, mas o órgão não cumpriu a determinação.

Anúncio

Deixe uma resposta