Reprodução
Anúncio

A denúncia disponibilizada pela Procuradoria-Geral da República (PGR) contra o ex-ministro Geddel Vieira Lima e o irmão Lúcio Vieira Lima pode ter efeitos que resultem em acordo de delação premiada.

De acordo com o site O Antagonista, o ato da PGR põe o ex-ministro mais próximo de um termo de colaboração premiada.

No Supremo Tribunal Federal (STF), a divulgação aponta que o ministro Edson Fachin esperava a denúncia da PGR contra Geddel Vieira Lima e seu irmão Lúcio para colocar em pauta o agravo regimental da defesa do ex-ministro.

A conservação da prisão preventiva por Fachin ocorreu de forma única. Agora, caberá à segunda turma do STF analisar o recurso.

Anúncio

Deixe uma resposta