Reprodução
Anúncio

O cabelo de uma garota de nove anos foi cortado sem permissão,m por duas tias e duas primas, que disseram que ele era “podre”. O caso aconteceu em Mogi das Cruzes, no interior de São Paulo. Os pais flagraram o acontecimento quando foram buscar a filha na casa da avó. Os agressores foram denunciadas pela garota e seus pais.

“Estavam duas irmãs minhas, uma sobrinha e a mulher do meu sobrinho pegando o cabelo e repicando. Falando que era podre, que ia apodrecer. Ela sentia dor, porque estavam puxando. Uma estava com a tesoura e as outras puxando com pentes-finos”, contou a mãe ao site G1.

A garota relatou à Polícia que as tias e primas riam enquanto criticavam a mãe dela e não perguntaram se poderiam cortar o seu cabelo. “Falaram que a minha mãe não cuidava do cabelo e que era podre. Eu fiquei muito triste, mas fiquei quietinha”, completou a menina.

Após a agressão  a criança não deixa ninguém passar a mão na sua cabeça, pois afirma que está dolorida. A mãe explica que a filha estava confusa sobe o ocorrido. “Ela fala, ‘mãe, por que elas fizeram isso comigo? Eu não fiz nada para elas’. Eu disse que também não sei o porquê”, contou a mãe.   A Polícia registrou o caso como lesão corporal e injúria racial e a menina deve ser submetida a exame de corpo delito.

Anúncio

Deixe uma resposta