Mano Walter e Tayrone agradaram, no entanto organização ficou abaixo da crítica do público.
Anúncio

Tiago Marques | Agência Sertão

Muita gente compareceu ao Clube de Campo no último sábado (6) para curtir os shows de Mano Walter e Tayrone. As atrações do Musturaí superaram a expectativa do público, no entanto a organização do evento foi bastante criticada.

Os problemas começaram do lado de fora, uma fila imensa foi formada na entrada do evento. As pulseiras de identificação da área VIP acabaram e cerca de 100 pessoas tiveram que esperar a chegada de novas e perderam o início do show.

As reclamações maiores ocorreram devido ao atendimento precário do bar. Quem comprou ingresso na hora teve que desembolsar R$150 para ter direito a cerveja, água e refrigerante liberados, mas haviam poucos garçons, as bebidas chegaram a faltar, e quando os bares foram reabastecidos não estavam suficientemente geladas.

Fila no bar gerou tumulto na Área Vip

Quem optou por assistir o show na pista também reclamou do atendimento dos bares, do mal cheiro devido a falta de banheiros e da irregularidade do terreno, o evento aconteceu nos fundos do salão de eventos, ao lado da lagoa. Os ingressos na portariam custavam R$60.

A 29Mix, empresa responsável pelo evento, tem trazido atrações que vem agradando o público guanambiense, no entanto tem deixado queixas de desorganização. A empresa promoveu shows como de Simone e Simaria, Matheus e Kauan, Saulo, entre outros artistas do cenário nacional na cidade.

Anúncio

Deixe uma resposta