Reprodução
Anúncio

Marinha divulgou na manhã desta terça-feira (23), em Salvador, os resultados apontados pelo inquérito que investigou as causas da tragédia que causou a morte de 19 pessoas, e uma 20ª ainda considerada desaparecida, no dia 24 de agosto de 2017, na Baía de Todos-os-Santos, região turística da Bahia.

A apresentação é feita pelo comandante do 2º Distrito Naval, o vice-Almirante Almir Garnier Santos, e o Capitão dos Portos Leonardo Reis. De acordo eles, o inquérito com 1,2 mil páginas reúne 50 interrogatórios, depoimentos colhidos entre agosto de dezembro, laudos técnicos e simulações realizadas no mês de setembro, que apontam as circunstâncias e responsáveis pelo acidente.

Para a Marinha, houve negligência do engenheiro responsável técnico pela embarcação e do proprietário da empresa, além de imprudência por parte do comandante.”Abaixo da sala de comando foram identificados pesos, que contribuíram para acidente”, explicou o capitão, sobre partes de concreto achadas na embarcação.

Reprodução

Segundo a Marinha, os possíveis responsáveis pelo naufrágio são o engenheiro responsável técnico pela embarcação e o proprietário da empresa responsável pela operação, por negligência, além do comandante da embarcação, por imprudência.

Anúncio

Deixe uma resposta