Reprodução: Eco Viagem

O prefeito de Mucugê, município localizado na Chapada Diamantina, lançou uma proposta diferente junto aos professores da rede municipal. A ideia do prefeito é de fazer uma assembleia onde os mestres elegerão o secretário de Educação que ficará até o final de seu mandato.

O prefeito colocou critérios para a escolha, o secretário ou secretária deve ser professor efetivo da rede municipal, conhecer de gestão, além de possuir idoneidade moral. “Agora é a vez dos professores escolherem aquele(a) que representará a sua classe e que certamente organizará a secretaria de acordo os desejos dos professores e as necessidades do município, melhorando assim o ensino/aprendizagem”, afirma o prefeito ao site Chapada em Debate.

Segundo o site, o prefeito alegou que o diálogo com os professores não têm sido fácil. Ele disse que os professores estão sempre reclamando de salários e que certamente imaginam que os recursos da educação são apenas para pagamento da folha.

O prefeito quer que a seleção para o cargo seja feita em parceria com o sindicato dos professores, sob supervisão do Conselho Municipal de Educação. Entre as etapas, a análise da trajetória profissional e uma entrevista final com uma banca avaliadora disciplinar. Após a decisão, o nome será encaminhado para que o prefeito nomeie a pessoa escolhida para o cargo. “A ideia surgiu para inovarmos de forma prática e confiável e nesse caso, nosso grande objetivo é ter o melhor Secretário de Educação da Bahia, com a responsabilidade de ter sido indicado pelos próprios professores da rede”.

O prefeito disse ainda que pode estudar implantar o processo de escolha para outros cargos da administração. O orçamento da Secretaria de Educação de Mucugê é de R$ 15 milhões e cerca de 300 servidores trabalham na pasta.

Deixe uma resposta