Reprodução

A Bahia é a segunda maior produtor de algodão herbáceo em caroço do país e este ano deve aumentar a safra do produto em 9,8%, e chegar a 914,8 mil toneladas. Segundo com o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), a expectativa é devido o aumento de 16,8% na plantação.

Além disso, a Associação Baiana dos Produtores de Algodão (Abapa) anunciou nesta semana que a cultura passou a fase de testes para uma nova rota de exportação da fibra para a Turquia, por meio do Porto de Salvador. Anteriormente, o procedimento era feito por meio do Porto de Santos (SP).

Com a medida, o estado vai responder por 21,1% da produção nacional, de 4,3 milhões de toneladas, um aumento de 12,9% se comparada à produção de 2017.

Os dados do IBGE mostra que os preços este ano também estão mais barato do que no mesmo período do ano passado, o que deve animar o plantio do produto. “Esse cenário decorre principalmente pela perda da produção nos Estados Unidos em razão do excesso de chuvas e pelas recentes reduções dos estoques chineses, que são grandes consumidores do produto e estão aumentando as importações com o intuito da reposição”, avalia o instituto.

Anúncio

Deixe uma resposta