Reprodução
Anúncio

A Justiça expediu quatro alvarás de soltura para presos da Cadeia Pública de Guanambi, na última quinta-feira (8). Em parceria com o Ministério Público, o objetivo é reduzir a superlotação na cadeia, que foi transformada num tipo de Presídio Regional.

Segundo informações do Folha do Vale,  a Cadeia Pública de Guanambi tem um grande número de presos provisórios. E por isso, foram encaminhados para o Poder Judiciário vários pedidos de soltura para detentos, cujos os prazos para julgamento dos processos já foram excedidos. No entanto,  um advogado explicou que a liberdade provisória não inocenta o acusado. “Isso não significa que eles não irão responder pelo crime que cometeram, mas sim que vão aguardar o julgamento em liberdade”, explicou um advogado, ao Folha do Vale.

No mês passado, no dia 25 de Janeiro, a  justiça também beneficiou cinco detentos com liberdade provisória em Guanambi. 

Anúncio

Deixe uma resposta