Reprodução
Anúncio

Um professor da rede municipal de Januária ateou fogo na esposa e nas duas filhas na manhã desta sexta-feira (2). Adailso Lourenço de Araújo, de 43 anos, ateou fogo na esposa, Isabel Pereira da Silva, de 38, nas duas filhas, de 11 e 16 anos e em si próprio.

O crime aconteceu na residência da família no Bairro Jardim Estela, todos foram trancados dentro de um quarto e impedidos de sair. Vizinhos usaram uma escada para pular o muro e tentar abrir a porta da casa, mas não conseguiram, eles iniciaram os trabalhos de controle do incêndio até a chegada do Corpo de Bombeiros.

Segundo a Polícia Civil, foi constatado que Isabel teria sido agredida antes do incêndio ser iniciado na residência, com uma facada no peito. “Os corpos foram encaminhados ao IML de Januária e o médico legista responsável pelo laudo de necropsia confirmou que Isabel possuía uma lesão causada por uma faca. Tudo indica que as vítimas fizeram de tudo para fugir do local e das labaredas”, explicou p delegado Farley Guedes ao G1.

Polícia Civil de Januária afirmou na tarde desta sexta-feira (2) que a mulher morta carbonizada dentro de casa, junto aos filhos, já teria sofrido agressões e ameaças do marido no ano de 2014 e o casal estava em processo de separação. “A tragédia aconteceu um dia depois que o casal esteve no fórum, em Januária, para tratar do divórcio; eles chegaram a realizar uma audiência para a separação”, disse o delegado.

A Polícia Civil vai investigar o caso.

Anúncio

Deixe uma resposta