Reprodução
Anúncio

Após vinte dias do início da greve dos professores da rede municipal de Candeias, na Região Metropolitana de Salvador, uma menina de dez anos escreveu uma carta ao prefeito do município. Maria Júlia pediu ao prefeito Pitágoras Alves da Silva que ele pague os professores em greve para voltar a estudar. A mensagem foi publicada nas redes sociais e repercutiu.

“O senhor poderia pagar os professores? É que preciso voltar a estudar. Tenho saudade de fazer minhas tarefas e em casa não estou aprendendo nada”, escreveu Maria Júlia.

A menina que assina a carta estuda no 5º ano do Ensino Fundamental. A greve dos professores de Candeias começou no dia 21 de fevereiro, após o prefeito não responder as reivindicações da categoria. Os professores reivindicam o reajuste salarial de 17%, plano de cargos e salários, auxílio-transporte para todos os servidores, fardamento para todos, implantação da Guarda Municipal (e absorção dos vigilantes para a mesma), horas extras, reajuste do auxílio-alimentação dos vigilantes, equiparação salarial dos novos professores concursados, auxílio-alimentação e risco de morte para os Agentes de Trânsito e a inclusão de auxiliares de classe no plano de carreira e remuneração dos servidores do magistério de Candeias. A greve foi proposta pelo Sindicato dos Servidores do Município de Candeias (SISEMC)

 

Anúncio

Deixe uma resposta