Reprodução
Anúncio

Sábado (10), quatro dias antes de ser morta, a vereadora do Rio Marielle Franco (PSOL) fez uma publicação nas redes sociais denunciando supostas ações violentas da Polícia Militar no Acari, bairro da zona norte carioca. A postagem trazia uma imagem com as frases “Parem de nos matar” e “Somos todos Acari”, junto da hashtag “Vida nas favelas importam”.

No mesmo dia, Marielle havia compartilhado outra postagem com novas críticas à Polícia Militar e escreveu “Chega de matar nossos jovens”. Na véspera de sua morte, dia 13, ela voltou a criticar a violência policial no Rio ao comentar sobre a morte do jovem Matheus Melo, de 23 anos, baleado ao sair de um culto no Jacarezinho, na zona norte do Rio. “Quantos jovens precisarão morrer para que essa guerra aos pobres acabe?”, escreveu.

Confira participação de Marielle em evento do Movimento Negro antes do crime:

Anúncio

Deixe uma resposta