Foto: Leitor Agência Sertão
Anúncio

Tiago Marques | Agência Sertão

Dirigentes do Sindicato dos Servidores Públicos Municipais de Guanambi e Região (Sispumur) se reuniram com o prefeito  Jairo Magalhães (PSB) na tarde desta quinta-feira (12) para debaterem a pauta de reivindicações dos servidores da prefeitura de Guanambi. O presidente da Federação dos Trabalhadores Públicos Municipais do Estado da Bahia (Fetrameb), Raimundo Calixto, também participou da reunião.

Na pauta do sindicato, o reajuste de 8% retroativo a janeiro, garantia de Equipamentos de Proteção individual (EPIs) aos trabalhadores que exercem atividades de riscos, melhores condições de trabalho para os agentes de trânsito, reajuste baseado no Piso Nacional do Professor de 6,81%, reformulação do plano de carreira dos servidores civis, entre outros assuntos.

A negociação entre sindicato e gestor não avançou muito, segundo os dirigentes do Sispumur, foi negado reajuste aos professores, incluindo apenas aqueles que estão no quadro especial. Também foi negado o reajuste aos servidores civis, o que fez com que os representantes da Fetrameb solicitassem a criação de uma comissão para analisar as contas da prefeitura para averiguar a possibilidade de reajustes. O prefeito Jairo Magalhães negou as reivindicações alegando dificuldades financeiras.

Chá de Cadeira

Prefeito chegou quase três horas depois do horário marcada e alegou não saber do compromisso – Foto: Leitor da Agência Sertão

A reunião entre os representantes sindicais e o prefeito estava marcada para às 15h, no entanto o prefeito apareceu somente às 17h45, alegando desconhecer o compromisso. Ele justificou o desconhecimento dizendo que a prefeitura não havia confirmado a solicitação de reunião do sindicato.

Segundo representantes dos professores, cinco solicitações de reuniões para tratar a pauta específica do magistério com o prefeito haviam sido desmarcadas. Por essa razão, os professores suspenderam as aulas a partir das 15h horas e compareceram à sede da prefeitura para pressionarem o prefeito a receber os sindicalistas para discutir a pauta de reivindicações.

Na próxima terça-feira (17), o Sispumur irá realizar uma assembleia com toda a categoria para apresentar o resultado das negociações e deliberar sobre a mobilização em prol da pauta de reivindicações apresentada.

A Assessoria de Comunicação da Prefeitura disse muitas pautas do sindicato foram atendidas e que a criação da comissão foi um pedido da administração municipal, com fins de transparência, para que os servidores tenham acesso às informações oficiais financeiras, onde será constatado que o repasse federal é insuficiente para o pagamento com o ajuste requerido, e pediu, que após o acesso aos dados, estas informações sejam repassadas para a categoria, o que justifica a negativa do aumento, neste momento.

*Atualizado às 20h09 para acrescentar a informação repassada pela prefeitura

Anúncio

Deixe uma resposta