Reprodução

A Justiça Federal em Curitiba decretou na noite dessa quinta-feira (17) a prisão do ex-ministro José Dirceu. O documento é assinado pela juíza federal, Gabriela Hardt, substituta do juiz Sergio Moro.

Dirceu tem que se apresentar na sede da Polícia Federal (PF), em Brasília, até às 17h desta sexta-feira (18). De acordo com o despacho da juíza, a defesa de Dirceu já informou que ele pretende se entregar e vai se apresentar à carceragem da PF no prazo estipulado.

O ex-ministro foi condenado a 27 anos e 4 meses pelo juiz federal Sérgio Moro por corrupção passiva, lavagem de dinheiro e organização criminosa, no âmbito da Operação Lava Jato.

Também nessa quinta-feira foram negados os últimos recursos no Tribunal Regional Federal da 4ª Região (TRF4). A medida foi baseada no entendimento do Supremo Tribunal Federal (STF) que permite a prisão de condenados em segunda instância.

O despacho da juíza autoriza também a transferência de Dirceu para o sistema prisional em Curitiba, Complexo Médico Penal, na ala reservada aos presos da Lava Jato e ainda diz que, se for o caso, ele pode permanecer preso no Complexo Penitenciário da Papuda em Brasilia.

Kariane Costa- Agência Brasil

Anúncio

Deixe uma resposta