Reprodução
Anúncio

A Polícia Federal solicitou ao setor de perícias a realização de uma análise sobre os supostos pagamentos de propina registrados nos bancos de dados da Odebrecht. Segundo relatos dos executivos da empresa, os pagamentos foram efetuados aos presidentes da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), e do Senado, Eunício Oliveira (MDB-CE), em troca de benefícios em medidas provisórias no Congresso Nacional.

De acordo com o jornal O Globo, o ofício comunicado a realização da perícia foi enviado ao Supremo Tribunal Federal (STF) na última quarta-feira pela delegada Graziella Balestra, que conduz as apurações do caso.

As análises abrangerão também outros supostos repasses ao senador Romero Jucá (MDB-RR) e ao deputado Lúcio Vieira Lima (MDB-BA), que são investigados no mesmo inquérito. Com isso, a PF busca comprovar se os pagamentos aos quatro políticos foram efetivamente realizados, como relatado na delação dos executivos da Odebrecht.

Anúncio

Deixe uma resposta