Reprodução
Anúncio

A Coelba foi condenada a pagar indenização por danos morais após ter cortado a energia de uma residência em Brumado. A Justiça determinou o pagamento de R$ 3 mil no processo de danos morais movido por Paulo Henrique Amorim, que completou 28 anos em fevereiro deste ano.

Na decisão, publicada na segunda-feira (11), o juiz Rodrigo Souza Britto disse que a companhia de eletricidade não conseguiu justificar a legalidade na interrupção dos serviços de energia. A decisão ainda cabe recurso.

Em nota, a Coelba disse que vai recorrer da decisão. A empresa defende que a interrupção do serviço foi provocada após um caminhão-baú passar pelo local e arrastar os cabos da rede elétrica, danificando os equipamentos do fornecimento de energia.

“Ou seja, o acidente foi provocado por terceiro e não por falha na prestação de serviço da concessionária de energia, que atuou rapidamente para restabelecer o serviço”, disse.

A empresa também disse que o acidente ocorreu às 17h59 e o desligamento da rede do local foi necessário para a realização do serviço com segurança, tanto para os técnicos quanto para a população. A energia do local foi restabelecida às 21h20. “O próprio autor do processo afirmou, em audiência ocorrida no dia 16/05/18, que a falta de energia elétrica ocorreu antes do início da festa”.

Com informações do G1.

Anúncio

Deixe uma resposta