Reprodução

Vinte pessoas foram presas na manhã de hoje (18) durante uma operação da Polícia Civil para cumprir mandados contra suspeitos de envolvimento com o tráfico de drogas em Duque de Caxias, na Baixada Fluminense, no Rio de Janeiro. A quadrilha atua nas comunidades do Lixão, Vila Ideal e Complexo da Mangueirinha.

Segundo a Polícia Civil, o grupo é responsável pelo assassinato do policial militar Douglas Fontes, morto no último dia 7. O policial foi assassinado durante uma tentativa de assalto, em Gramacho. A mãe da vítima morreu depois de passar mal ao receber a notícia da morte do filho.

Membros da quadrilha também participaram do confronto que resultou na morte do bebê que foi baleado dentro do útero de sua mãe. A mulher foi atingida durante um tiroteio na Favela do Lixão, em junho do ano passado. Retirado com vida da barriga da mãe, Arthur morreu um mês depois.

Colabore

Se você gosta do conteúdo da Agência Sertão, colabore para o aprimoramento do nosso Jornalismo a partir de R$ 10 por mês e seja um assinante - Saiba como!

 

No ano passado, 31 pessoas foram denunciadas por participar da quadrilha que atua nas favelas do Lixão e da Vila Ideal.

Fonte: Vitor Abdala – Repórter da Agência Brasil

Deixe uma resposta