Reprodução
Anúncio

Produtores de frango e porcos que foram afetados pela greve dos caminhoneiros poderão financiar recursos para capital de giro no BNDES, o Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social. A instituição disponibilizou R$ 1,5 bilhão, de linha de crédito, para repor estoques após a perda de animais durante a paralisação que ocorreu no fim de maio. Segundo o presidente do banco, Dyogo Oliveira, as taxas de juros e as condições de pagamento serão facilitadas.

A linha de crédito foi anunciada pelo presidente do BNDES após reunião com o presidente Michel Temer. Outra medida acertada foi a liberação de uma linha de crédito para a instalação de energia solar em residências e empresas. Quem pegar o financiamento terá até 12 anos para pagar, e os juros são de 4% ao ano. De acordo com Dyogo Oliveira, a finalidade da medida é gerar energia sustentável e reduzir as despesas com a conta de luz.

No encontro com Michel Temer, o presidente do BNDES ainda apresentou o projeto de modernização do Banco. A partir de agora, o foco da instituição será a oferta de mais recursos para micro e pequenas empresas e para a área de infraestrutura.

 

Anúncio

Deixe uma resposta