Reprodução
Anúncio
O governo federal decidiu reabrir o prazo de resgate para o abono salarial do PIS/Pasep 2017/2018 (ano-base 2016). Os trabalhadores que não sacaram o beneficio, encerrado no dia 29 de junho, terão uma nova oportunidade.
Os beneficiários poderão procurar a Caixa Econômica Federal (no caso do PIS) ou o Banco do Brasil (para o Pasep) entre 26 de julho e 30 de dezembro de 2018. A reabertura do prazo foi autorizada pelo Conselho Deliberativo do Fundo de Amparo ao Trabalhador (Codefat) e publicada no Diário Oficial da União desta quinta-feira (12).

Segundo o Ministério do Trabalho, no balanço mais recente, pelo menos 2,2 milhões de trabalhadores que têm direito não haviam retirarado o benefício. A reabertura da temporada de saques, pelo governo federal, ocorreu também em 2016 e 2017.

Quem tem direito

O pagamento do abono começou em 27 de julho de 2017. O valor que cada um tem a receber depende de quanto tempo ele trabalhou formalmente em 2016, na iniciativa privada ou no serviço público.
Tem direito ao abono salarial do PIS/Pasep 2017/2018, o funcionário que trabalhou formalmente (com carteira assinada) por no mínimo um mês em 2016. Neste período, a remuneração média, não pode ter ultrapassado dois salários mínimos.

O trabalhador também precisa estar inscrito no PIS/Pasep há cinco anos,  e os dados informados corretamente por seu empregador na Relação Anual de Informações Sociais (Rais) referente ao ano de 2016.

Para saber se tem algo a receber, o trabalhador do setor privado pode consultar diretamente na internet ou procurar uma agência da Caixa Econômica Federal. Há ainda a opção de consulta telefônica, pelo número 0800 726 0207.

Para os servidores públicos que têm direito ao abono, além da internet, há a opção de verificar no site ou em qualquer agência do Banco do Brasil, que também fornece informações pessoalmente. Para consultar por telefone, o número é 0800 729 0001.

Anúncio

Deixe uma resposta