Geovane Santos | Agência Sertão
Anúncio

Foi realizado no último sábado (4), um café com acadêmicos no Centro Universitário – UniFG. Participaram do evento, dirigentes da UniFG e membros da Academia Guanambiense de Letras (AGL). Dentre os membros da AGL estavam; Terezinha Teixeira, Délia de Castro, Benedito Teixeira, Lajucy Rodrigues, Délio Martins, Lucília Donato e Osvaldo Vidal. Os participantes da UniFG foram; Georgheton Nogueira, Blície Rocha, Adriana Bomfim, Mauro Ribeiro e Aline Prado.

Durante o café, foram discutidos temas pertinentes para educação através da cultura. O objetivo principal, segundo os dirigentes da UniFG, é estreitar os laços entre as instituições para resgatar os movimentos culturais – local e regional – a partir da literatura. “Esse projeto é um sonho antigo da UniFG que se concretizou hoje, a partir dessa primeira reunião, que é de fazer laços entre a instituição acadêmica e elementos de cultura, em particular, de forma física a instituição AGL. Nós sabemos que educação e cultura andam juntas e precisamos aprender a partilhar esses saberes”, explica Adriana Bomfim coordenadora do projeto.

Para isso, a UniFG apresentou alguns projetos que já estão em andamento. Entre eles, a Editora UniFG que irá lançar a Coletânea Memórias. A finalidade do projeto, segundo os proponentes, é resgatar as memórias da comunidade regional. O primeiro lançamento está previsto para setembro, com o livro Memórias do Curral de Varas. “Um dos eixos de atuação da UniFG é o fomento a cultura e o estímulo ao desenvolvimento das diversas manifestações culturais da nossa região. Particularmente nessa área, a instituição vem a algum tempo criando uma série de instrumentos; apoio financeiro, apoio técnico, promoções de eventos e outras articulações”, pontua Georgheton Nogueira Reitor da UniFG.

Para alimentar a coleção, a UniFG se dispôs a lançar periodicamente um edital incentivando e divulgando a ideia e solicitou a parceria da AGL, e os membros se sentiram honrados. “Para AGL, além de uma honra, é um prazer muito grande e um momento de renovação da esperança de fazer cada vez mais pela cultura, nós que trabalhamos com a literatura especificamente”, comemora Lajucy Donato presidente da AGL.

No fechamento da reunião outras novidades foram apresentadas, como a divulgação do prêmio memórias da educação que será efetivado no dia 16 de agosto. No evento serão homenageados, ainda em vida – professores e mestres, entre eles, estarão alguns dos membros da AGL. No projeto, a UniFG irá doar para a AGL um espaço permanente na instituição para as produções dos acadêmicos.

Anúncio

Deixe uma resposta