Geovane Santos | Agência Sertão
Anúncio

Geovane Santos | Agência Sertão

A Federação Baiana de Jiu-Jitsu Esportivo (FBJJE) realizou neste domingo (14), a 2ª Etapa do Circuito Oeste Baiano de Jiu-Jitsu em Guanambi. O evento foi organizado pelo guanambiense Fábio Souza, professor responsável pela equipe Corpo e Mente, e contou com a estrutura do Ginásio Poliesportivo Mosquito no Centro Universitário UniFG.

É a primeira vez que a cidade de Guanambi recebe uma etapa do baiano na modalidade, 160 atletas se inscreveram para a competição. Participaram equipes de Guanambi, Candiba, Caetité, Bom Jesus da Lapa, Santa Maria da Vitória, Vitória da Conquista, Santana, Ibotirama, Feira de Santana, além de equipes do norte de Minas Gerais.

A competição contou com atletas da categoria Pré-Mirim de 5 anos até a Master/sênior 5: mais de 56 anos. O campeonato baiano utiliza os mesmos regulamentos da Confederação de Jiu-Jitsu do Brasil (CJJB) e Federação Internacional de Jiu Jitsu Desportivo (FIJJD).

O presidente da FBJJE, Humberto Tavares, explica que um evento dessa magnitude pode funcionar como fomento para o esporte na região. “A FBJJE tem uma meta, um objetivo que é levar o esporte de uma forma organizada em várias cidades do estado, porque geralmente os eventos são organizados na capital, então o enfoque acaba sendo mais para os atletas daquela microrregião. Uma etapa do campeonato baiano em uma cidade como Guanambi e outras cidades do interior possibilita aos jovens, que muitas vezes não tem vontade de praticar, mas vê aquela organização – os atletas disputando com vibração, isso pode despertar o desejo de praticar o Jiu Jitsu. O objetivo principal é despertar essa motivação através das competições oficiais, porque a modalidade na cidade já existe”, explica.

Essa etapa do campeonato baiano teve inicio às 9h30 e durou até as 15h. As competições foram divididas em duas fases – a primeira por faixa e peso, com atletas do mesmo peso e faixa. A segunda e principal disputa foi a categoria absoluto, essa categoria não tem limite de peso, atletas de todos os pesos podem se enfrentar.

Na fase absoluto, os atletas mais graduados começaram a subir no Tatame. O atleta guanambiense, Antônio Montalvão, foi o campeão na categoria absoluto faixa preta. Apesar de serem poucos atletas participando, essa categoria foi definida nos detalhes – muita técnica e estudo, até uma penalidade por falta de competitividade poderia dá a vitória ao oponente.

Montalvão conseguiu finalizar os dois adversários que enfrentou. Na final ele estava perdendo, para um adversário mais pesado, e faltava poucos segundos para o término da luta quando conseguiu encaixar um Mata-Leão e reverter o resultado.

Antônio Montalvão pratica Jiu Jitsu a 10 anos, e dedicou a vitória à preparação da equipe. “Em Guanambi o Jiu Jitsu está levando tanto a parte do conhecimento de Artes Marciais quanto a parte de alto conhecimento para pessoas, principalmente de projetos sociais. Nós temos uma preparação muito boa, os personais e os fisioterapeutas tem proporcionado um excelência de treinos o que nos ajuda a dar o melhor nos campeonatos. Graças a Deus hoje foi um dia bom, consegui sair com a vitória. Agradeço também aos meus colegas de treino”, comemora.

Os melhores colocados de cada categoria subiram ao pódio e receberam medalhas, tanto nas categorias por peso, quanto nas categorias absoluto de cada faixa. Na absoluto, além da medalha, os vencedores ainda receberam uma quantia em dinheiro, R$ 200, 400, 600, 800 e 1.000, para as faixas – branca, azul, roxa, marrom e preta respectivamente.

No final, a partir do montante de medalhas por equipe, os professores responsáveis subiram ao pódio. A equipe campeã foi a Corpo e Mente, do professor Fábio Souza, que possui atletas de várias cidades inclusive de Guanambi.

Anúncio

Deixe uma resposta