Geovane Santos | Agência Sertão

Geovane Santos | Agência Sertão

A Federação Baiana de Jiu-Jitsu Esportivo (FBJJE) realizou neste domingo (14), a 2ª Etapa do Circuito Oeste Baiano de Jiu-Jitsu em Guanambi. O evento foi organizado pelo guanambiense Fábio Souza, professor responsável pela equipe Corpo e Mente, e contou com a estrutura do Ginásio Poliesportivo Mosquito no Centro Universitário UniFG.

É a primeira vez que a cidade de Guanambi recebe uma etapa do baiano na modalidade, 160 atletas se inscreveram para a competição. Participaram equipes de Guanambi, Candiba, Caetité, Bom Jesus da Lapa, Santa Maria da Vitória, Vitória da Conquista, Santana, Ibotirama, Feira de Santana, além de equipes do norte de Minas Gerais.

Colabore

Se você gosta do conteúdo da Agência Sertão, colabore para o aprimoramento do nosso Jornalismo a partir de R$ 10 por mês e ganhe recompensas exclusivas, saiba mais!

A competição contou com atletas da categoria Pré-Mirim de 5 anos até a Master/sênior 5: mais de 56 anos. O campeonato baiano utiliza os mesmos regulamentos da Confederação de Jiu-Jitsu do Brasil (CJJB) e Federação Internacional de Jiu Jitsu Desportivo (FIJJD).

O presidente da FBJJE, Humberto Tavares, explica que um evento dessa magnitude pode funcionar como fomento para o esporte na região. “A FBJJE tem uma meta, um objetivo que é levar o esporte de uma forma organizada em várias cidades do estado, porque geralmente os eventos são organizados na capital, então o enfoque acaba sendo mais para os atletas daquela microrregião. Uma etapa do campeonato baiano em uma cidade como Guanambi e outras cidades do interior possibilita aos jovens, que muitas vezes não tem vontade de praticar, mas vê aquela organização – os atletas disputando com vibração, isso pode despertar o desejo de praticar o Jiu Jitsu. O objetivo principal é despertar essa motivação através das competições oficiais, porque a modalidade na cidade já existe”, explica.

Essa etapa do campeonato baiano teve inicio às 9h30 e durou até as 15h. As competições foram divididas em duas fases – a primeira por faixa e peso, com atletas do mesmo peso e faixa. A segunda e principal disputa foi a categoria absoluto, essa categoria não tem limite de peso, atletas de todos os pesos podem se enfrentar.

Na fase absoluto, os atletas mais graduados começaram a subir no Tatame. O atleta guanambiense, Antônio Montalvão, foi o campeão na categoria absoluto faixa preta. Apesar de serem poucos atletas participando, essa categoria foi definida nos detalhes – muita técnica e estudo, até uma penalidade por falta de competitividade poderia dá a vitória ao oponente.

Montalvão conseguiu finalizar os dois adversários que enfrentou. Na final ele estava perdendo, para um adversário mais pesado, e faltava poucos segundos para o término da luta quando conseguiu encaixar um Mata-Leão e reverter o resultado.

Antônio Montalvão pratica Jiu Jitsu a 10 anos, e dedicou a vitória à preparação da equipe. “Em Guanambi o Jiu Jitsu está levando tanto a parte do conhecimento de Artes Marciais quanto a parte de alto conhecimento para pessoas, principalmente de projetos sociais. Nós temos uma preparação muito boa, os personais e os fisioterapeutas tem proporcionado um excelência de treinos o que nos ajuda a dar o melhor nos campeonatos. Graças a Deus hoje foi um dia bom, consegui sair com a vitória. Agradeço também aos meus colegas de treino”, comemora.

Os melhores colocados de cada categoria subiram ao pódio e receberam medalhas, tanto nas categorias por peso, quanto nas categorias absoluto de cada faixa. Na absoluto, além da medalha, os vencedores ainda receberam uma quantia em dinheiro, R$ 200, 400, 600, 800 e 1.000, para as faixas – branca, azul, roxa, marrom e preta respectivamente.

No final, a partir do montante de medalhas por equipe, os professores responsáveis subiram ao pódio. A equipe campeã foi a Corpo e Mente, do professor Fábio Souza, que possui atletas de várias cidades inclusive de Guanambi.

Deixe uma resposta