Reprodução
Anúncio

O prefeito de Caetité, Aldo Ricardo Cardoso Gondim (PSB), realizou na tarde da última quarta-feira, 24 de outubro, uma reunião com membros do primeiro escalão. O objetivo da reunião foi tentar encontrar um caminho para resolver os problemas, conforme um membro do primeiro escalão.

As constantes quedas do Fundo de Participação dos Municípios (FPM) teriam sido abordadas na reunião. Um levantamento realizado pelo portal Folha do Vale junto ao Portal da Transparência, aponta que *o município possui mais de 2.300 funcionários, sendo que mais de 950 são servidores efetivos.

Prefeitura de Caetité

A assessoria da Prefeitura de Caetité informou ao portal Folha do Vale, que de fato foi realizada uma reunião na quarta-feira, mas não foi para tratar de demissão. A assessoria ainda afirmou ao portal, que não terá demissão em massa, mas alguns casos serão reavaliados e se não estiver de acordo com o andamento da administração haverá um desligamento.

Sindicato

Ao portal Folha do Vale, o presidente do Sindicato dos Servidores Públicos de Caetité, Vagnelson Ribeiro, disse que o gestor hoje trabalha com 57% dos gastos, quando o permitido é 54%. Para o presidente, tudo não passa de uma manobra do gestor. “As demissões acontecem todo final de ano, demitir não é desculpa para sair do vermelho, Vamos aguardar”, disse ele.

Segundo Vagnelson Ribeiro, o gestor desconta o consignado dos servidores, mas não repassa para o banco. “Os servidores estão recebendo cobranças, na verdade é um absurdo o que vem acontecendo em Caetité”, finalizou.

De acordo com funcionários, monitores da educação estão com os salários atrasados há mais de 90 dias. O município ainda enfrenta problemas para honrar compromissos com fornecedores.

Com informações do Portal Folha do Vale

Anúncio

Deixe uma resposta