4º Aulão Solidário

Geovane Santos | Agência Sertão

Foi realizado, neste sábado (27), em Guanambi o 4º Aulão Solidário. O evento é organizado pela Ordem DeMolay e as aulas foram ministradas no auditório do Centro Universitário – UniFG.

O Aulão, Segundo a comissão organizadora, alcançou 220 inscritos e tem como objetivo realizar uma revisão dos assuntos mais recorrentes do Exame Nacional do Ensino Médio (ENEM), além de arrecadar alimentos para fins filantrópicos. As aulas foram divididas em dois turnos. Às 12h, os alunos tiveram um intervalo para descansar e lanchar.

Colabore

Se você gosta do conteúdo da Agência Sertão, colabore para o aprimoramento do nosso Jornalismo a partir de R$ 10 por mês e ganhe recompensas exclusivas, saiba mais!

As aulas ministradas no período matutino foram – inglês, português e espanhol, química, matemática e física. A tarde – redação, geografia, História e geopolítica. A aluna Michele Oliveria de 17 anos explicou que já participou do Aulão em outras oportunidades e que o evento vêm agregando, tanto para o conhecimento teórico, quanto para o solidário.

“Eu conheço o aulão, desde as primeiras edições eu participo, e sei da qualidade do curso que a Ordem oferece. Então não poderia perder essa oportunidade, principalmente essa reta final do Enem. Eu estou estudando a muito tempo também, e essa revisão é de suma importância, onde assuntos bem mais antigos, que ficaram adormecidos, são despertados. É muito gratificante, até pelo fim filantrópico e pela ajuda que oferece aos estudantes que estão se preparando para o vestibular e ENEM”, pontua a aluna.

A professora de português Flávia Fernandes aborda quais as peculiaridades para o aluno que participa do Aulão. “Dentro de uma hora, ocorre essa sensibilização de como é a prova de português, importância da leitura, da interpretação de texto, e nós batemos um papo de como está o estilo do ENEM 2018, lembrando que o Exame está completando 20 anos.

A professora ainda detalha a metodologia aplicada no Aulão. “Por meio de porcentagens e pesquisa, nós pegamos algumas questões que mais são aplicadas e estudamos cinco delas – questões de interpretação, de variação linguística, da arte e percebemos que devido a quantidade de questões de interpretação, esse aluno tem que está apto a leitura, as atividades que levam a interpretação, a importância de está conectado com o mundo e entender a questão política e social que vivemos, porque o ENEM ele é atualizado”, explica Flávia.

As inscrições foram feitas pela internet e efetivada com a entrega de 2 quilos de alimento não perecível na entrada. Os alimentos, segundo a comissão organizadora, serão doados para as instituições espírita e Casa de Passagem.

Deixe uma resposta